COVID-19 .. 16 respostas às questões mais comuns

PorJorge Marieiro

COVID-19 .. 16 respostas às questões mais comuns

Muito se tem escrito sobre o novo Coronavírus COVID-19 e por isso partilhamos algumas das perguntas e respostas às duvidas mais comuns:

“O que é um coronavírus?

Os coronavírus são uma família de vírus conhecidos por causar doença no ser humano. A infeção pode ser semelhante a uma gripe comum ou apresentar-se como doença mais grave, como pneumonia. 

O que é este novo coronavírus?

O novo coronavírus, designado COVID-19, foi identificado pela primeira vez em dezembro de 2019 na China, na cidade de Wuhan. Este novo agente nunca tinha sido identificado antes em seres humanos.

O COVID-19 é o mesmo que o SARS?

Não. Os coronavírus são uma família larga de vírus e o COVID-19 não é igual ao que causa o SARS (Síndrome Respiratório Agudo Grave). Contudo, análises genéticas demonstram que são relacionados.

Como se transmite?

As vias de transmissão ainda estão em investigação. A transmissão pessoa a pessoa foi confirmada, embora não se conheçam ainda mais pormenores.  

Os animais domésticos podem transmitir o COVID-19?

Não. De acordo com informação da Organização Mundial da Saúde (OMS), não há evidência de que os animais domésticos, tais como cães e gatos, tenham sido infetados e que, consequentemente, possam transmitir o COVID-19.

Quais são os sinais e sintomas?

As pessoas infetadas podem apresentar sinais e sintomas de infeção respiratória aguda como febre, tosse e dificuldade respiratória. Em casos mais graves pode levar a pneumonia grave com insuficiência respiratória aguda, falência renal e de outros órgãos e eventual morte.

Qual é o período de incubação?

O período de incubação ainda se encontra sob investigação. 

Existe uma vacina?

Não existe vacina. Sendo um vírus recentemente identificado, estão em curso as investigações para o seu desenvolvimento.

Existe tratamento?

O tratamento para a infeção por este novo coronavírus é dirigido aos sinais e sintomas apresentados. 

Os antibióticos são efetivos a prevenir e a tratar o novo coronavírus? 

Não, os antibióticos não são efetivos contra vírus, apenas bactérias. O COVID-19 é um vírus e, como tal, os antibióticos não devem ser usados para a sua prevenção ou tratamento. Não terá resultado e poderá contribuir para o aumento das resistências a antimicrobianos.

Qual o risco?

A avaliação de risco encontra-se em atualização permanente, de acordo com a evolução do surto. O Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) e a Direção-Geral da Saúde (DGS) emitem comunicados diários com o sumário da informação e recomendações mais recentes. 

Como me posso proteger?

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: Adotar medidas de etiqueta respiratória:

tapar o nariz e boca quando espirrar ou tossir (com lenço de papel ou com o cotovelo, nunca com as mãos; deitar sempre o lenço de papel no lixo); 

Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes; Evitar contato próximo com pessoas com infeção respiratória.

 Necessito de usar máscara facial se estiver em público? 

De acordo com a situação atual em Portugal, não está indicado o uso de máscara para proteção individual, exceto nas seguintes situações: pessoas com sintomas de infeção respiratória (tosse ou espirro);suspeitos de infeção por COVID-19;pessoas que prestem cuidados a suspeitos de infeção por COVID-19.

É seguro receber cartas ou encomendas da China? 

Sim, a Organização Mundial de Saúde considera seguro. Até ao momento, não é conhecida a capacidade de transmissão da doença através do contacto com superfícies ou objetos, pelo que as precauções a ter são as relacionadas com medidas gerais de higiene 

O que é um contacto próximo?

Pessoa com exposição associada a cuidados de saúde, incluindo:  prestação de cuidados diretos a doente com COVID-19;  
Contacto em ambiente laboratorial com amostras de COVID-19;  
Visitas a doente ou permanência no mesmo ambiente de doente infetado por COVID-19;  
Contacto em proximidade ou em ambiente fechado com um doente com infeção por COVID-19 (ex: sala de aula);  
Viagem com doente infetado por COVID-19:  

Numa aeronave:2 lugares à esquerda do doente, 2 lugares à direita do doente, dois lugares nas duas filas consecutivas à frente do doente e dois lugares nas duas filas consecutivas atrás do doente;  
Companheiros de viagem do doente;  
Prestação de cuidados diretos ao doente;  
Tripulantes de bordo que serviram a secção do doente;  
Se doente com sintomatologia grave ou com grande movimentação dentro da aeronave, considerar todas as pessoas como contacto próximo; 

Num navio:  Companheiros de viagem;  Partilha da mesma cabine;  Prestação de cuidados diretos ao doente;  Tripulantes de bordo que serviram a cabine do doente;  A Autoridade de Saúde pode considerar como contato próximo outros indivíduos não definidos nos pontos anteriores (avaliação caso a caso). 

Mais informações aqui.

Como viajante, o que devo fazer?

A OMS não recomenda, nesta fase, restrições de viagens e trocas comerciais para a China; Se tiver como destino a China, deve seguir as recomendações das autoridades de saúde do país e as recomendações da OMS, referidas em: “COMO ME POSSO PROTEGER?”; Para viajantes regressados da China e que apresentem sintomas sugestivos de doença respiratória, durante ou após a viagem, antes de se deslocarem a um serviço de saúde, devem ligar 808 24 24 24 (SNS24), informando sobre a sua condição de saúde e história de viagem, seguindo as orientações que vierem a ser indicadas. 

If you are a traveller returning from China and have developed cough, fever or difficulty in breathing during or after your trip to China, before going into a healthcare facility in Portugal, call 808 24 24 24 (SNS24). 

Para mais informação, consulte as páginas oficiais da Organização Mundial de Saúde/For further information, go to the official websites of the World Health Organizationwww.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019 e do ECDC/ and of ECDC: https://www.ecdc.europa.eu/en/novel-coronavirus-china

Os coronavírus são uma família de vírus conhecidos por causar doença no ser humano. A infeção pode ser semelhante a uma gripe comum ou apresentar-se como doença mais grave, como pneumonia.”

in https://www.dgs.pt/corona-virus/perguntas-e-respostas1.aspx

Se pretende afixar uma informação, faça o download das recomendações que a DGS publicou, clicando aqui


Sobre o autor

Jorge Marieiro administrator

Director-Geral | Pensador do Negócio | Comunicador | Entusiasta das Novas Tecnologias | Pai | Desportista

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.

×
%d bloggers like this: