Arquivo mensal Abril 2020

PorJorge Marieiro

5 medidas temporárias para resgatar o seu PPR

Medidas Excepcionais para levantamento do PPR

Antes de iniciar a leitura do nosso artigo, gostaria de dar os parabéns a todos os aforradores, que foram constituindo a sua poupança e que neste momento vêem a sua posição financeira reforçada.

Os tempos mudaram definitivamente e não sabemos quanto tempo nos vamos manter em alerta, preocupados com os contágios e com outras coisas demais.

O levantamento dos PPR foi umas das medidas de carácter excepcional e temporário requerido pela nossa Associação (APROSE).

Assim, por força da publicação da Lei n.º 7/2020, de 10 de abril ficaram estabelecidos regimes excepcionais e temporários de resposta à epidemia SARS-CoV-2 e passou a permitir o resgate do valor dos Planos de Poupança Reforma (PPR), sem prejuízo das já legalmente possíveis e enquanto vigorar o estado de emergência, nas seguintes situações alternativas (não cumulativas):

5 medidas excepcionais

  • O participante no PPR ou um dos membros do seu agregado familiar esteja em situação de isolamento profilático ou de doença ou prestem assistência a filhos ou netos;
  • O participante no PPR ou um dos membros do seu agregado familiar tenha sido colocado em redução do período normal de trabalho ou em suspensão do contrato de trabalho, em virtude de crise empresarial;
  • O participante no PPR ou um dos membros do seu agregado familiar esteja em situação de desemprego registado no Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP);
  • O participante no PPR ou um dos membros do seu agregado familiar seja elegível para o apoio extraordinário à redução da atividade económica de trabalhador independente;
  • O participante no PPR ou um dos membros do seu agregado familiar seja trabalhador de entidades cujo estabelecimento ou atividade tenha sido objeto de encerramento determinado durante o período de estado de emergência.

Nas situações de resgate agora aprovadas, o participante no PPR poderá requerer o reembolso do valor aplicado até ao limite mensal do indexante dos apoios sociais (IAS) – fixado em 2020 em € 438,81 – sem que haja lugar à perda dos benefícios fiscais, no pressuposto de que os PPR tenham sido subscritos até 31 de março de 2020.

Partilhe esta informação

PorJorge Marieiro

9 dicas para manter a sua Sanidade Mental

Mantenha-se saudável com as nossas dicas

Estar em casa neste período de confinamento poderá elevar (em demasia) os seus níveis de ansiedade, através das incertezas e do medo. É normal mas vamos lhe deixar 9 dicas para combater esses efeitos.

Dica nº 1 – Cumpra as rotinas

Deve manter os horários que tinha, antes do confinamento. Levantar-se, tomar banho, vestir-se, tomar o pequeno-almoço, etc.

Dica nº 2 – Defina quanto tempo dedica às notícias

Estar com a televisão ligada a ouvir durante 7 ou 8 horas sobre os números da pandemia, o nº de pessoas infectadas ou a mortalidade, não é bom para si. Se realmente tem interesse nesta matéria, dedique 10 a 15 minutos do seu dia para ficar dos acontecimentos. Lembre-se que a televisão e a internet apenas vão repetir, vezes sem conta, aquilo que já sabe.

Dica nº3 – Mantenha o contacto com Família, Amigos e Clientes

É muito importante, nesta altura, manter os laços que o ligam a outras pessoas. Seja qual for o quadrante, use e abuse das novas tecnologias para dar um Olá e saber se está tudo bem. Se calhar, alguém precisa de uma ajuda para receber os alimentos ou medicamentos a casa.

Dica nº 4 – Não tenha Medo!

Não ter medo. Se cumprir todas as medidas de segurança e não facilitar, nada lhe acontecerá. O contágio é apenas pelas vias respiratórias, portanto, estar ao lado de pessoas não será sinal que vai ficar infectado desde que tenha cumprido todas as regras.

Dica nº 5 – Faça a sua parte

Todos os dias vemos nas Redes Sociais fotografias de espaços publicos com algumas pessoas, que aos olhos de uns cidadãos, está tudo bem enquanto que aos olhos de outros, salta a indignação e comentários desrespeitosos.

Concordarmos que há muitos sítios onde as regras não são cumpridas mas noutros, tal como parques grandes com uma dúzia de pessoas, que passeiam em família ou com os seus animais de estimação, não nos parece que haja algo de errado. Faça a sua parte. Proteja a sua família.

Dica nº 6 – Evite aglomerados nos correios, supermercados ou padarias

Nestes sítios temos visto, a algumas horas do dia, concentração de pessoas, muitas delas sem máscara, sem luvas e a conversaram a poucos centímetros uns dos outros.

Use os equipamentos de proteção individual a vá a horas de menor aglomeração.

Dica nº 7 – Brinque com os seus filhos

Num período sem infantário ou com aulas por tele-escola (a partir de 20/4), dedique o tempo que habitualmente não tem disponível para eles. Puxe pela criatividade do seu filho. Incentive-o a desenhar, pintar ou contar uma historia.

Brinque à apanhada ou às escondidas com eles. Faça jogos de tabuleiro ou online. Peça também para a ajudarem na cozinha, explicando-lhes a importância de cada alimento.

Dica nº 8 – Caminhe ou Treine

Faça pequenos passeios ou treine nas redondezas da sua casa, sozinho ou a pares. Mantenha o distanciamento social e leve uma máscara de reserva para algum imprevisto.

Dica nº 9 – Ponha a leitura em dia

É uma excelente oportunidade para ler aquele livro e comprou e nunca iniciou ou reler aquele que iniciou e não terminou. Aproveite a leitura para conhecer rever a ortografias e conhecer novas palavras.

São estas as dicas que queríamos partilhar consigo e reforçamos a nossa disponibilidade para apoiar a população em geral. Use os nossos contactos e fale connosco. Há solução para quase tudo.

PorJorge Marieiro

Feliz Páscoa, com Marieiro Seguros

Continuamos a viver tempos que nos limitam a livre circulação e que continuam a manter negócios fechados, outros meio-abertos, com limitações à permanência de clientes nas instalações e ainda aqueles que não param para que nada falte.

Na Marieiro Seguros, após 2 semanas fechados ao público [ entre 16 e 28 de março ], decidimos reabrir a 30 do mesmo mês e assim vamos continuar.

Criámos uma barreira física, dotámo-nos de viseira, álcool para limpar as mãos e para limpar as superfícies em que tocamos.

Todas as normas têm sido escrupulosamente respeitadas para que nós e os nossos clientes sintam que estão num local seguro.

Por essa razão, consulte o nosso horário e visite-nos. Ligue primeiro para prepararmos tudo para o receber.

Nesta Páscoa, os portugueses estão confinados ao concelho de residência, exceto por motivos de saúde ou trabalho.

Este confinamento começa às 0h00 desta quinta-feira e até às 24h00 de segunda-feira (dia 13), devido à pandemia da Covid-19.

As medidas de limitação à circulação no período da Páscoa enquadram-se no decreto do Governo de renovação do estado de emergência no país, e abrangem cinco dias, num ano em que o executivo optou por dar tolerância de ponto aos funcionários públicos na quinta e na segunda-feira.

Muito importante!
Quem trabalhar fora do concelho de residência deve munir-se, neste período, de uma declaração escrita da entidade empregadora para fazer as deslocações, mesmo que circule de transportes públicos.

Disponibilizamos-lhe a minuta em WORD para poder editar. Basta clicar.

Desejamos-lhe uma Feliz Páscoa.

Jorge Marieiro


×
%d bloggers like this: